DER
 


Instrução Técnica sobre Asfalto 

Leilões do DER 


Notícia  


Presidente do DER-RJ participa de seminário no IME
18/12/2017 - 15h11

O presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), Engenheiro Ângelo Monteiro Pinto, esteve presente no Primeiro Seminário de Aplicação de Agregado Siderúrgico em Projeto de Infraestrutura de Transporte, na última sexta-feira (15/12/2017), no Instituto Militar de Engenharia (IME). O mandatário falou sobre a inovação praticada pelo órgão ao usar a escória com mistura como base, em vez da solução tradicional, adotada com brita corrida e sub-base de Top Soil e Saibro. Ângelo destacou os benefícios desta medida:

"É bom ressaltar que a utilização de escória com mistura, além da boa durabilidade (cerca de 15 anos), também representa um menor custo para obra. A solução tradicional com Brita, Saibro e Top Soil, custa em média R$930 mil o quilômetro, isso há uns cinco anos. E com escória esse preço cai para R$500 mil. O ganho de preço é excepcional".

Para exemplificar a fala, o presidente do DER-RJ mostrou as intervenções feitas com esse tipo de material na RJ-135, no trecho da BR-393 e a cidade de Rio Flores, em 28 km da via. Na RJ-115, entre Vassouras e Tinguá, num trecho de 6km. E por último na RJ-137, em Mendes. O presidente ressaltou o empenho dos engenheiros do DER-RJ para execução deste trabalho nestas rodovias e, principalmente, o caminho percorrido até chegar a conclusão da escória como base.

"Estamos muito satisfeitos, o pessoal do DER-RJ está fazendo um grande trabalho. Doutor Luiz Octávio Gramatico e Doutor Antonio Thadeu Mazzoni (engenheiros da residência de Vassouras) foram fundamentais nesse processo de descoberta da escória como base, foram muitos anos de teste até chegar a um resultado satisfatório. O corpo técnico também merece todos os aplausos".

Além do Presidente do DER-RJ, Engenheiro Angelo Monteiro Pinto, também deram palestra na seção técnica do seminário no IME, Ronaldo Lacourt, diretor da Kaeme Engenharia; Engenheiro Filipe Souza, da Geotek Engenharia; Engenheira Rita Barreto, da Prefeitura do Rio; Engenheira Luciana Nogueira, do DNIT; Engenheira Laura Motta, Professora da Coppe; Professora Verônica T. Castelo Branco, da UFC; e professor Eduardo Fortunato, da FEUP de Porto.

 


Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados